• EDITORA
  • Download PDF

    Salvador, uma cidade para viver e conhecer

    Salvador carrega um patrimônio histórico e cultural de enorme valor que precisa ser devidamente aprendido, valorizado e difundido de forma plena na sala de aula.


    A cidadania está relacionada ao desenvolvimento pessoal, social e emocional das crianças e dos adolescentes e, já nos primeiros ciclos da escolaridade, ganha mais peso curricular e extracurricular, contribuindo mais profundamente para o desenvolvimento pessoal e social. Assim, o desenvolvimento da autoestima, da confiança e da sociabilidade, bem como o respeito pelas diferenças, são alguns tópicos a serem incluídos na aprendizagem.


    Lugares e pessoas fazem mais sentido ao serem conhecidos por sua história. Ao se estudar sobre a cidade em que nós vivemos, acontece o mesmo: descobrimos a razão de cada uma de suas partes e o valor do seu conjunto. Porque quem conhece, valoriza, e quem valoriza, ama.


    Salvador é repleta de descobertas a serem feitas. Se um único soteropolitano guarda várias histórias ao longo de uma vida, imagine uma cidade com mais de quatrocentos e trinta anos, onde viveram e vivem milhares de pessoas! São histórias de políticos, de etnias, de amores e de guerras, de alegrias e de tragédias, de prisões e de liberdades, de negros, brancos e índios, de misturas e de esperanças. São festas, bairros, monumentos, curiosidades e tradições que sobrevivem na primeira capital do Brasil. Salvador é uma história viva.

    Com este livro, Salvador – uma cidade para viver e conhecer, queremos que a grandeza do passado de nossa terra fale ao presente, para que o conhecimento e o amor por tudo o que temos se transformem em desejo de um futuro melhor. Nas histórias de soteropolitanos, colocadas nessas páginas, sempre se vê alguém tentando inventar algo de novo ou modificar o que já está posto. Se quem passou fez assim, por que quem passa também não poderia fazer? A dica do passado no presente é uma só: inventar o que virá depois! Só com o desejo de criação e de mudança, Salvador continuará imensa como a sua história.


    A Terra da Alegria, como hoje também chamam a antiga cidade de São Salvador da Bahia de Todos os Santos, é um marco na História, mas não ficou apenas no passado. A cidade se modifica, cresce, ganha novos contornos em volta de sua tradição, sem perdê-la. A sua gente, representada por várias gerações que aqui chegaram, em um processo migratório advindo de muitos séculos, tornou-se cada vez mais pertencente, mais forte e desejosa de um futuro sempre melhor. Seja na Barra ou em Periperi, seja em Brotas ou no Cabula, a capital da Bahia busca ser cada vez mais saudável e mais promissora, pelo bem da sua população. Os soteropolitanos têm um valioso papel a desempenhar neste processo, cada qual cuidando de sua parte para que Salvador seja uma cidade mais bela, mais agradável, mais humana e melhor de se viver e de se amar.